Viagens

Bruxelas, Brussel, Bruxelles!!!

 

Bruxelas é uma cidade linda, cheia de arte, história e muitos pontos turísticos. Depois de minha visita, não consigo entender porque as pessoas não incluem essa cidade super agradável e perto de tudo em seus roteiros pela Europa. Lá, com certeza, você vai experimentar ótimas cervejas, waffles e chocolates, tudo de bom, né!!

blogdathais.com

IMG_5844 Grand Place, mercado de flores atrás, a prefeitura ao lado e restaurantes atrás.

A principal atração da cidade é a Grand Place (foto acima), que é a praça central rodeada por prédios históricos remanescentes dos séculos XV e XVI e é Patrimonio  Mundial da Unesco. A praça está sempre repleta de atrações e apresentações e possui um mercado de flores pelo chão, além disso lá fica a prefeitura, restaurantes e bares com mesas na rua. Se você for em época festiva, encontrará a praça decorada com um imenso tapete de flores (foto abaixo), nem preciso dizer que é muito lindo!

blogdathais..Grand Place com tapete de flores.

Saímos de lá caminhando até a estátua do menino que faz xixi, conhecido como Manneken-Pis. Essa estátua de bronze é para Bruxelas como o Cristo Redentor é para Rio de janeiro, ou seja, uma das principais atrações da cidade. A estátua é cheia de lendas, alguns falam que o menino salvou a cidade de um incêndio, apagando o fogo de uma bomba inimiga. Outros dizem que um homem rico perdeu seu filho e o encontrou no local onde fica a estátua. Mas, na verdade quem fez o monumento foi o escultor Jerôme Duquesnoy em 1619  e o design irónico reflecte a necessidade genuína de água fresca potável naquela área. Outra curiosidade é que a estátua passa grande parte do ano vestida, ou seja, seu closet tem mais de 600 roupas que podem ser vistas no Museu da Cidade.

IMG_5849Manneken-Pis (Esperava uma estátua maior).

Resolvemos fazer tudo a pé, então após o Manneken-Pis fomos até o Palácio Real de Bruxelas, que é o palácio oficial do Rei Belga, fica ao lado oposto do Parlamento e do outro lado do Parque de Bruxelas.  Embora não seja usado como uma residência real, já que o rei e sua família vivem no Castelo Real de Laeken, o Palácio funciona como o local onde Albert II realiza suas prerrogativas como Chefe de Estado, concede audiências e lida com os negócios de Estado.

IMG_5871Em frente ao Palácio.

Atravessamos pelo Parque de Bruxelas em direção a Cathédrale St Michel et Ste Gudule. A Catedral de Bruxelas foi erguida no século IX em homenagem a São Michel, no centro de Bruxelas. Dois séculos mais tarde, as relíquias de Santa Gudule foram transladadas à Catedral e seu nome, modificado. A catedral foi reconstruída no século XII e foram necessários 300 anos para o fim das obras. Depois de numerosas restaurações, a catedral impressiona por suas duas torres e dimensões gigantescas, de estilo gótico e renascentista. Além das missas e celebrações religiosas, recebe atuações musicais, encontros e espetáculos artísticos.

IMG_5890Catedral de Bruxelas.

Depois dessa caminhada passeamos pela Royal Galleries of Saint-Hubert e paramos para comer a delíciosa waffle e sorvete na Haagen-Dazs.

blogdathais 1blogdathais 3

Galeria e Haagen-Dazs.

Uma dica que dou para quem gosta de cerveja é conhecer o Pub Delirium, que reúne mais de 200 cervejas do mundo todo. Muito legal o lugar.

blogdathais 2

Espero que tenham gostado das dicas! Beijos!

Restaurantes em Londres!!

EAT: sanduíches prontos para refeições rápidas. Tem vários por Londres. Preço: $.

3115852720_e3a2f41e3e

Wagamama: delicioso restaurante asiático, com mesas comunitárias. Tem vários espalhados por Londres. Preço: $$.

Strada: rede italiana que tem em vários lugares da cidade. Dica: comer no Strada Riversaide, com a vista para a London Bridge. Preço: $$. 2 More London Place, The Riverside, London SE1 2JP. Estação London Bridge.

img_1_07092007144907strada 816dc6999070ee26109efd7d6933d504

Pizza Express: tem em vários lugares na cidade, mas eu indico conhecer a Pizza Express Jazz Club, com show de jazz ao vivo. Comprar ou reservar os tickets pela internet, pois o lugar é pequeno. Preço: $$ (sem os tickets). Dean Street, Soho.

Ciro´s pizzeria: pizzaria muito boa, perto da Harrods. Preço: $$. 51 Beauchamp Place – London – SW3 1NY. Estação Knightsbridge.

Poppies Fish & Chips Spitalfields: ótima escolha para comer o tradicional Fish and Chips. Não é barato, considerando o prato que servem, mas vale a pena. 6-8 Hanbury Street, London E1 6QR.

Poppies1

Inamo: restaurante asiático super diferente, pois não tem garçom. Em cada mesa tem um projetor que você vizualiza o cardápio com fotos e faz o pedido direto da sua mesa, o mais legal é que tem uma camera na cozinha e você consegue ver tudo na sua mesa. Preço: $$$. 134-136 Wardour Street, Soho, London W1F 8ZR.

LIVinamo.jpg

 Cecconis: cozinha italiana. Atendimento super-bom! O restaurante é uma delícia com uma área externa muito agradável. Um pouco mais difícil de conseguir mesa no fim de semana, ligue antes para reservar. Preço: $$$. 5A Burlington Gardens  London W1S 3EP, Mayfair.

 Asia de Cuba: moderno e agradável. Cozinha asiática e sul americana. A comida é muito boa, drinks variados e uma seleção ótima de vinhos. Experimente o mojito de framboesa!! Preço: $$$. St Martins Lane Hotel, Covent Garden.

asia_de_cuba_covent_garden_london_bar_restaurant_1

Burger and Lobster: neste restaurante há diversas variações de lagosta, até hambúrguer. Cozinha americana, é bem casual e quem quiser garantir um lugar bom, é melhor chegar cedo porque o restaurante não aceita reservas.

29 Clarges Street, Mayfair.

36 Dean Street, Soho.

Little House: cozinha inglesa com carnes grelhadas incríveis, e uma extensa combinação de drinks.  Há uma pista lounge e depois do jantar, vira o point! 2 Queen Street, Mayfair.

Little House_3368_LoRes

Bar Boulud – no Hotel Mandarim:  comida, ambiente, atendimento, localização tudo muito bom. Cozinha francesa e as sobremesas são incríveis. No almoço é mais tranquilo, mas para o jantar deve-se reservar com antecedencia. Vencedor do Travellers’ Choice™ 2012. Mandarin Oriental Hyde Park | 66 Knightsbridge.

bar-boulud_1674322c

Massimo Restaurant & Oyster Bar: um restaurante italiano com especialidade em frutos do mar. A decoração é assinada por David Collins. Vale anotar o bar de Ostras, point badalado para uma taça de champanhe. 10 Northumberland Avenue, London WC2N 5AE.

massimos_photos_italian_restaurant_trafalgar_london_corinthia_hotel_01

Nobu Berkeley: é o irmão mais jovem, animado e mais casual do Nobu mais antigo. No coração de Mayfair, o restaurante foi aclamado pela crítica e seu bar é um dos locais mais badalados de Londres. Tem estrela no Michelin e tornou-se um dos favoritos das celebridades. Preço: $$$$. 15 Berkeley St  London W1J 8DY. Estação Green Park.

Nobu-540x242

Cipriani: cozinha italiana e bar. Preço: $$$$

15 Burlington Place Downton Mayfair.

23-25 Davies St, estação: Bond Street.

L’Atelier de Joël Robuchon: um dos melhores restaurantes de Paris é também um dos melhores de Londres. Cozinha francesa e clima romântico. Legal mesmo é se sentar ao balcão e ver o movimento da cozinha. Preço: $$$$. 3-15 West Street.

The Wolseley:  funciona desde o café da manhã até o jantar. Pratos desde frutos do mar à saladas,  clássicos como steak tartare e também básicos como o peixe grelhado do dia.  Preço: $$$$. 160 Piccadily.

food-the-wolseley-london-eat-out-blog-interior

 Sketch: contemporâneo, badalado e moderninho, é um dos amis aclamados “spots” da capital inglesa, ideal para uma badalada noite de agito com muita sofisticação. O espaço é um grande cenário futurista. Dividido em três restaurantes, dois bares e um lounge, que serve café da manhã, almoço e chá das cinco no estilo inglês. Escolha o Lecture Room, a cozinha é francesa, sofisticada e o serviço perfeito. Preço: $$$$$. 9 Conduit Street, Mayfair. Reservar pelo site (www.sketch.uk.com/).

OLYMPUS DIGITAL CAMERAO banheiro é super diferente, as privadas são dentro de capsulas:

sketch-toilets

Zuma: tradicional japonês com um toque de modernidade num ambiente informal e jovem. Considerado por muitas pessoas o melhor restaurante japonês de Londres. Vencedor do Travellers’ Choice 2012. Preço: $$$$$. 5 Raphael Street, Knightsbridge.

Scott’s: é um excelente restaurante, com frutos do mar sempre frescos e de muito boa qualidade. A cozinha é muito boa e tem uma carta de vinhos de primeira qualidade. Romântico e ótimo para ocasiões especiais. Vencedor do Travellers’ Choice™ 2012 . Preço: $$$$$. 20 Mount Street, Mayfair.

Gostaram das dicas??

Beijos

Compras em Londres!

  • Harrods: é considerada a mais luxuosa e exclusiva loja de departamentos do mundo e a maior loja de Londres. A parte de alimentos é inacreditável, com mercado, restaurantes, docerias, etc. Para quem quer comer fish and Chips lá tem o Bentley’s, famoso pelo prato. O lema da Harrods é Omnia Omnibus Ubique – “Todas as coisas, Para todas as pessoas, Em todo lugar”.Fica na Brompton Road, estação Knightsbridge.
  • harrods-vendida-ao-qatarSelfridges: Loja de departamento onde se encontra quase todas as marcas famosas. Vale a pena experimentar o sorvete da The Icecreamist. Fica na Oxford Street, estação Bond Street.selfridges
  • Liberty: com fachada estilo Tudor, imagens florais e interior de madeira envelhecida a Liberty é uma das grandes lojas antiquadas de Londres. Tem uma seleção de marcas novas que estão sempre sendo mudadas e inovadas. Fica na Regent Street, estação Oxford Circus. liberty1
  • Fortnum and Mason: loja de departamentos muito antiga (1700) e pequena em comparação as outras, mas tem coisas lindas, principalmente para casa. Fora a parte de comidas que é ótima!! Lá dentro tem restaurantes e dá para tomar o famoso chá da tarde. Tem também um spa com tratamentos de beleza. Fica na Piccadily. fortnum_mason_4_bob
  • Harvey Nichols: são 8 andares com marcas famosas de roupas, perfumes, maquiagens, onde o quinto andar é só de comida. Fica quase ao lado da Harrod’s e vale a pena uma visitinha. 109 – 125 Knightsbridge. Harvey Nichols
  • Oxford Street: além da Selfridges e Topshop, você enconta lojas como Zara, H&M, Uniqlo,  Anthropologie, All Saints, etc..não deixe de entrar na Carnaby St. que tem várias lojas com estilo mais alternativo. Estação Oxford Circus
  • Regent Street: perpendicular a Oxford Street e liga a Oxford St em Piccadily – Lá tem a Hamleys – maior loja de brinquedos de Londres.
  • Bond St & Old Bond St.: na Old Bond Street você encontra várias joalherias. Na Bond Street tem também muitas lojas de grife como Miu Miu, Louis Vuitton, Smythson, Mulberry, Jimmy Choo, etc…No final da Old Bond você vai dar na Picadilly e andando mais um pouco chega na Fortnum & Mason.
  • Topshop: a flagship store é a maior loja da cadeia. Nenhuma visita a Londres fica completa sem uma passagem pela loja de referencia da Topshop. 214-216 Oxford Street , estação Oxford Circus. topshop_1739801c
  • Mayfair / Mount St.: a Mount St. é cheia de lojas poderosas como Christian Louboutin, Balenciaga, Jane Packham, Nicholas Kirkwood, Lanvin, Carolina Herrera, Marc Jacobs, Goyard, além de várias galerias e restaurantes. A região tem muitas lojas legais nas ruas como Davis St., Bruton St. (Stella McCartney, Kenzo, etc..). Tem também uns antiquários na região (S Audley St.).
  • Dover Street Market: aberto em 2004 é mais como um museu. O interior é tranformado por diferentes designers para mostrar as novas coleções. As roupas ficam expostas em “cenários”, a loja têm várias instalações. Aproveitem para ir no último andar tomar um lanchinho depois da visita à loja. Fica na 17-18 Dover Street.
  • Westfield: maior shopping da Europa e possui tanto lojas de luxo, quanto marcas acessíveis. Tem academia, serviços de beleza, uma área só para alimentação e outras amenidades. Fica na Estação Shepherds Bush.westfield
  • Joseph: multimarcas. Tem várias espalhadas pelas cidade, mas vale ir na de Notting Hill.
  • Bates: famosa chapelaria masculina. Fica na Jermyn Street, estação Piccadily Circus.
  • Philip Treacy: casa de chapéus, entre para admirar ou experimentar as esplêndidas criações do artista. 69 Elizabeth Street , estação Sloane Square ou Victoria.
  • James Smith & Sons: desde 1830 vende guarda-chuvas e bengalas de marcas diferentes e estilos contemporâneos. Hazelwood House, estação Tottenham Court Road
  • Daunt Books: considerada uma das livrarias mais bonitas de Londres, fica num edificio eduardiano original. Tem uma fabulosa seleção de livros infantis, ficção e não-ficção, bem como uma seção de viagem extensa, com fraca concorrência na cidade. 83-84 marylebone High Street, estação Baker Street ou Bond Street. Daunt BooksGostaram da dicas??? Beijos

Dicas de Londres: London Markets

Camden Town, Portobello Road e Convent Garden são bem conhecidos de quem visita a cidade. Mas há outros mercados menos conhecidos porém muito bacanas. Com diferentes estilos , estão ao ar livre ou dentro de prédios no centro. Frequentados por diferentes “tribos”- modernos, naturebas, fashionistas e músicos – eles são ótimas opções para comer bem, badalar e descobrir novos designers.

  • BACKYARD MARKET (alternativo charmoso)

Fica na Brick lane, novo reduto de jovens alternativos. Fica ao ar livre, do lado do The Old Truman Brewery – prédio de tijolinhos que funciona ma cervejaria -, o mercado reúne nos finais de semana novos designers e artistas em início de carreira. A marca de streetwear Chronicles clothing, com camisetas, jaquetas e calças coloridas e estampadas é um dos hits. Outro destaque é a estilista Heidi Mottram, formada pela Central Saint Martin – mesma faculdade de Stella McCartney e Alexander McQueen. Depois de trabalhar com Vivienne Westwood, ela abriu o próprio negocio, especializado em couro de peixe, com foco em acessórios e casacos. No mercado encontramos também lojinhas de decoração com inspiração vintage.

www.backyardmarket.co.uk

91, Brick Lane

Sabados das 11hs às 18hs e domingos das 10hs às 17hs.

images

  •  BOROUGH MARKET (reduto gourmet)

É o mercado mais antigo da cidade, fica ao lado da London Bridge e nasceu no século 13 como comércio de peixes, grãos e vegetais. Ao longo do tempo, ampliou o leque de produtos, mas se manteve como um mercado de gastronomia. Há dez anos, passou por uma revitalização e ganhou restaurantes como Feng Sushi (especializado em peixes europeus). Vale a pena conhecer o Bedale, casa de vinhos bem charmosa, com décor aconchegante. Já na Konditor & Cooks, encontramos brownies deliciosos. O Borough Market é o lugar ideal para comprar especiarias, ingredientes frescos, nacionais e internacionais. Para quem vai almoçar, ou tomar um chá, a dica é ir degustando tudo que for oferecido até chegar nos restaurantes do mercado.  “It’s a place where people to come to discover the tastes, aromas, textures and colours that only fresh, seasonal food can offer”.

www.boroughmarket.org.uk

8, Southwark Street (metro: London Bridge Station)

Aberto para almoço: segunda a quarta-feira das 10hs às 15hs

Mercado completo: Quinta-feira das 11hs às 17hs, Sexta-feira das 12hs às 18hs e Sábados das 8hs às 17hs.

Índice   boroughs

  •  BROADWAY MARKET (comer bem e décor vintage)

Fica em Hackney, bairro hypado desde que foi escolhido como sede das olimpíadas de 2012. Fundado em 1888, é um mercado de rua com mais de 100 expositores e é muito frequentado pelos ingleses. Lá encontramos barracas de frutas, pães frescos, bolos, tortas, queijos, doces vegan, além de azeites italianos de pequenos produtores, com bons preços. Os hambúrgueres feitos na hora são deliciosos, em especial o de carne de cordeiro com menta. Além da parte gastronômica, há boas opções de lojinhas de décor vintage, acessórios rocker e um bom brechó com roupas da década de 80 e 90.

www.broadwaymarket.co.uk

10, Croston Street – E8 4QJ (metro: Bethnal Green)

Sábados das 9hs às 17hs.

Broadway-Marketbroadway

  •   OLD SPITALFIELDS MARKET (moda, música e arte)

Localizado em East End, bairro jovem e lançador de estilo street, é muito popular e coberto, abre todos os dias, menos aos sábados. O prédio de tijolinhos é bem charmosos e vale a visita. Na terceira sexta feira do mês tem um show musical no centro do mercado. Todas as sextas o estoque é renovado. Além de moda, música e arte, tem opções gastronômicas como queijos, petiscos e pães preparados na hora. A marca Lulu London é um dos destaques, com casacos e sobretudos de lãs muitos macaquinhos. Na Slightly Scarlet há chapéus espalhafatosos e divertidos – uma versão mais acessível do escêntrico Philip Treacy. Também é possível encontrar lojinhas de décor , como a de Eliza Joan, que vendem almoçafadas coloridas de crochet.

www.visitspitalfields.com

16, Horner Square

Segunda a sexta-feira das 10hs às 16hs e domingos das 9hs às 17 hs.

oldOld-Spitalfields-Pic2

  • VENN STREET MARKET (orgânicos)

Pequeno mercado em Clapham, bairro ao sul da cidade, ganhou fama com seus produtos orgânicos e de origem certificada. Apesar de ser pequeno (um quarteirão) a variedade é grande. Há pães artesanais, chocolates, pestos italianos, mel da Normandia, sucos de maçãs naturais e até vinhos orgânicos (mportados do Canadá e Estados Unidos). Os frequentadores, normalmente ingleses, saem de lá cheios de sacolas e seguem para um piquenique no parque Clapham Common, que fica bem ao lado.

www.vennstreetmarket.co.uk

Venn Street, SW4

Sábados das 10hs às 15hs e domingos das 12hs às 17hs.

  • SUNDAY UP MARKET (para um chá da tarde)

É um mercado moderninho localizado na região de Brick Lane. Acontece ao ar livre e apenas aos domingos, com clima informal. Na Plane Clothing, marca britânica do designer Gerry Buxton, há t-shirts gráficas e com modelagem solta. As barracas de chá oferecem uma grande quantidade de sabores e acompanhamentos, como bolachinhas amantegadas e chocolates amargos.

www.sundayupmarket.co.uk

Ely’s Yard, The Old Truman’s Brewery

Domingos das 10hs às 17hs.

  • DOVER STREET MARKET (o lugar dos fashionistas)

É um mercado vertical com seis andares, criado em 2004 por Rei Kawakubo, fundadora a Comme des Garçons. O Dover se tornou uma das maiores concentrações do que é bacana na moda londrina, reunindo marcas consagradas como Yves Saint laurent e Lanvin e novos talentos, como o americano Gary graham e a sapateira inglesa Elena Dawson. Aberto todos os dias, pode até aprecer uma loja de departamentos, mas o modelo de negocio é deferente da tradicional Harrod’s: o ambiente é descontraído, as lojas tem décor contemporaneo e os vendedores não usam uniformes. As instalações sold o trocadas duas vezes por ano – como um mercao de rua, muda de “aparencia” conforme a estação – e há um café super bacana no último andar, o Rose bakery, uma mistura de casa de chás, lanchonete e empório.

www.doverstreetmarket.com

17, Dover Street

Segunda a quarta-feira das 11hs às 18:30; quintas aos Sábados das 11hs às 19hs e domingos das 12hs às 17hs.

  •  PORTOBELLO ROAD – NOTTING HILL

O maior mercado de antiquidades, onde encontramos desde lojas de decoração, até bolsas, acessótios, discos, roupas, etc. A parte vintage do mercado fica mais próximo da estação de Notting hill e no final do mercado encontramos verduras, frutas, bolos e queijos e também várias barraquinhas que fazem comida na hora.

Vale a pena conhecer e posso dizer que lá você encontrará de tudo.

www.portobelloroad.co.uk

Segunda a quarta das 9hs às 18hs, quinta das 9hs às 13hs, sextas e sabado das 9hs às 19hs.

portobelloroadhome

IMG_6576 IMG_6579

Espero que aproveitem as dicas!!!

Beijos!!

Viagem: Croácia

No verão de 2012, fui com duas amigas para Croácia e amamos, então aqui vai algumas dicas e fotos.

Primeiro decidimos ir para Ilha de Hvar e o meio mais fácil de chegar lá é através do ferry que sai de Split ou Dubrovnik, optamos por Split que é bem mais perto (2 horas de ferry). Chegamos em Split a noite e já adoramos o clima da cidade, na verdade não esperávamos nada da cidade e assim que chegamos vimos que estávamos bem erradas sobre o lugar. Fomos no calçadão da praia, local dos restaurantes e vários bares com Djs na frente, era só entrar, comprar sua bebida e voltar para o calçadão e aproveitar a música. Nem preciso falar que foi incrível, pena que estávamos cansadas da viagem e no outro dia cedo íamos para Hvar.

IMG_7369IMG_7400

 Acordamos e fomos para Hvar, ficamos na parte antiga da cidade, que fica no morro com ruelas bem estreitas feitas de pedras e muita escada pra subir, carros não entram na cidade e o clima é 40 graus no mínimo. Já no primeiro dia descobrimos os restaurantes e baladinhas e já fomos para rua conhecer o lugar. A comida é bem parecida com a italiana e qualquer restaurante que escolher na praça Trg Svetog Stjepana (parte antiga da cidade) será maravilhoso, tanto a comida quanto a vista para o mar, com vários barcos aportados. No fundo da praça encontramos a Catedral com o mesmo nome, uma impressionante construção do século 16, com missas diárias e nas laterais da praça restaurantes, o Arsenal e o Hotel Palace. Acontece também na praça várias apresentações de dança, canto, comédia, etc. A ilha se tornou  o local it do verão europeu, as praias são a maioria de pedra e com bares bem badalados. Fomos numa baladinha que chama Hula-Hula, o lugar funciona de dia até escurecer e lá encontramos pessoas do mundo todo. O outro lugar que fomos é o Carpe Diem que funciona de dia como pub e a noite barcos te levam até o Carpe Diem em outra ilha onde funciona a balada durante a noite toda. O último passeio que fizemos foi de barco pelas ilhas perto de Hvar, foi muito bom e valeu a pena o aluguel da lancha. Conhecemos a “Blue Cave” (caverna azul), “Green Cave” e várias praias e restaurantes incríveis. Dica de hotel: Amfora Hotel.

IMG_7422IMG_4062

IMG_3750       Índice

IMG_7417IMG_7421

IMG_7438IMG_7424

Como ja estaríamos na Croácia decidimos passar quatro dias em Dubrovnik e não nos arrependemos nem um pouco. A cidade é maravilhosa, ficamos hospedadas na cidade nova, mas todos os dias íamos caminhando até a cidade antiga que é cercada por uma muralha, dentro das muralhas tem restaurantes, sorveterias, baladas, lojas e vale a pena andar pelas muralhas da cidade antiga, a vista é incrível, mas vá de tênis porque é uma caminhada e tanto.

IMG_4317IMG_4336 IMG_4350IMG_7430 2

IMG_7437IMG_7436

IMG_4449IMG_7433

 

Espero que tenham gostado das dicas e quem sabe nos encontramos por lá!!

Beijos!!